SC envia concentrados de plaquetas ao Rio Grande do Sul para auxiliar em transfusões em meio aos temporais

Compartilhe!

Foram enviadas 47 unidades de concentrado de plaquetas, que serão transfundidas em pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS)

O Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc), unidade do Governo do Estado, enviou esta semana um quantitativo de plaquetas para auxiliar o Hemocentro do Estado do Rio Grande do Sul (Hemorgs). O estado gaúcho sofre com fortes chuvas que estão provocando mortes e destruição.

A nossa hemorrede pública de Santa Catarina está apoiando o Rio Grande do Sul. Este componente do sangue vai ajudar nas ações de saúde, sem comprometer o atendimento aos pacientes catarinenses que precisam deste insumo. Além das demais ações que o Governo do Estado está fazendo, conforme determinou o governador Jorginho Mello, para ajudar os nossos irmãos, estamos à disposição da secretária Arita Bergmann. Colocamos a estrutura da Secretaria da Saúde para ajudar no que for necessário. Nosso agradecimento aos doadores de Santa Catarina, que também estão fazendo parte desta corrente de solidariedade ao Rio Grande do Sul”, destacou a secretária da Saúde, Carmen Zanotto.

De acordo com a diretora-geral do Hemosc, Patrícia Carsten, a ação ocorreu após pedido da diretora do Hemorgs, Kátia Brodt. Foram enviadas 47 unidades de concentrado de plaquetas randômicas e duas unidades de pool de plaquetas.

Serão transfundidas em pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e a rastreabilidade dos hemocomponentes será informada pelo Hemorgs ao Hemosc. Novos envios de bolsas de hemocomponentes serão realizados conforme a necessidade. O Hemosc, administrado pela Fahece, está em constante contato com o Hemorgs acompanhando a demanda.

A solidariedade é o ato do doador de sangue. Nos cabe, enquanto estado, fazermos o mesmo com nossos vizinhos gaúchos. Além do desastre material e da perda de vidas que causam comoção e a nossa solidariedade, o momento climático leva a uma queda de doações, o que compromete o estoque”, afirma Patrícia.

O que são plaquetas?

O sangue é composto de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos, plasma e plaquetas. As plaquetas ajudam no controle de sangramentos e parte delas pode ser doada sem causar prejuízo algum à saúde do doador. O processo que permite a separação e a coleta específica de plaquetas chama-se aférese, mas estas podem ser obtidas também a partir da doação de sangue total.

A transfusão de plaquetas é indicada em casos como tratamento para leucemias e outros tipos de câncer, os submetidos a transplante de medula óssea, cirurgias cardíacas, dentre outras situações.

Foto: Divulgação / SES

Mais notícias

Verdão jogou com um a mais desde o início do …

A defesa alega inocência do prefeito e confiar na justiça   O …

Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?