PRIMEIRO AUTÓDROMO ASFALTADO DE SANTA CATARINA ESTÁ EM OBRAS EM CHAPECÓ

Compartilhe!

Assunto foi destaque no Chapecó Notícias 1ª Edição desta quinta-feira (11). Valor total da obra ultrapassa os R$ 50 milhões

O Autódromo Internacional de Chapecó está em obras. Esse foi o assunto da entrevista do Chapecó Notícias 1ª Edição desta quinta-feira (11).

Esse será o primeiro autódromo asfaltado em Santa Catarina, o sétimo na região Sul e o 19º no Brasil. Irá suprir lacuna de pistas asfaltadas existente na região, que atualmente conta quatro autódromos no Rio Grande do Sul (Tarumã, Guaporé, Santa Cruz do Sul e Velopark/Nova Santa Rita) e dois no Paraná (Cascavel e Londrina).

Participaram da nossa programação, os representantes da Comissão de Obras do Automóvel Clube, Luiz Denardin e Félix Muraro Júnior; o Diretor de Comunicação Institucional, Hugo Paulo Gandolfi de Oliveira; e Engenheiro civil Rafael Garçoa, que atua no controle e fiscalização das obras do autódromo.

CLIQUE AQUI PARA ACOMPANHAR A ENTREVISTA COMPLETA

Foto: Mateus Frozza / Rádio Chapecó

IMPACTO NO TURISMO

O novo Autódromo Internacional de Chapecó irá gerar grande impacto no turismo estadual, especialmente o esportivo, com especial movimentação na economia da região Oeste, em função da quantidade de pessoas e empresas envolvidas nos eventos a serem realizados.    

A estrutura poderá sediar competições das principais categorias automobilísticas da América do Sul e de motovelocidade.

O autódromo tem a chancela da Federação de Automobilismo de Santa Catarina (Fauesc) e será homologado pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). Também receberá homologação da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

COMPETIÇÕES AUTOMOBILÍSTICAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS

Poderá, assim, receber competições automobilísticas nacionais e internacionais, em categorias como turismo (automóveis e caminhões), monopostos (carros com rodas descobertas), endurance (longa duração) e drift (derrapagem controlada). Será homologado, ainda, pela Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e pela Federação Internacional de Motociclismo (FIM), para sediar provas de motovelocidade nacionais e internacionais (a exceção da Moto GP).

CARACTERÍSTICAS DO TRAÇADO PRINCIPAL: três retas principais, a maior na largada, com 837 metros, a reta 2 com 634 e a reta 3 com 424 metros; e 12 curvas, sete à direita e cinco para a esquerda, com destaque para curva 7, de alta velocidade e que terá 517 metros, com raio aberto constante.

As áreas de escape chegam até a 100 metros e serão formadas alternadamente por faixas de asfalto especial de alto atrito, brita e grama, até a barreira de pneus. 

Pit building (padock) instalado fora da área do traçado, com 32 boxes, torre de controle de corridas, salas de imprensa e de transmissão, camarotes e áreas vips com área total de 9.310 metros quadrados. Estão previstos três helipontos, um deles para o centro médico, e pátio com carregadores de bateria para carros elétricos.

O PÚBLICO TERÁ ESPAÇO ESPECIAL

A previsão da organização, em entrevista para a Rádio Chapecó é de arquibancadas e áreas vips com capacidade para aproximadamente 30 mil pessoas, além de estacionamentos com mais de 7 mil vagas.

Área total do complexo: 708 mil metros quadrados, 80% de área livre e 20% gravada como reserva legal.

LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA

O novo Autódromo Internacional de Chapecó está localizado na estrada geral para Linha Cachoeira, a três quilômetros da rodovia Chapecó/Goio-Ên (SC-480), proximidades do rio Uruguai, a 18,5 quilômetros do aeroporto e a 20 quilômetros do centro da cidade de Chapecó.

Está a 10 quilômetros da fronteira com o Rio Grande do Sul, 115 do Paraná e 195 quilômetros da divisa com a Argentina.  A previsão de conclusão é para até o fim de 2025.

Mais notícias

O governador em exercício destacou a união de esforços para …

Já em Chapecó e integrado ao elenco alviverde, Felipe Vieira …

Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?