POLÍCIA CIVIL ELUCIDA HOMICÍDIO DE ADOLESCENTE

Compartilhe!

O corpo da vítima foi localizado enterrado numa área de mata em cidade do Oeste Catarinense

Xaxim/SC – A polícia civil por meio da delegacia da comarca de Xaxim, concluiu o inquérito policial instaurado que apurava homicídio consumado de Jacson Pietro de Lima dos Santos, na época com 15 anos de idade. A vítima estava desparecida desde 30 de dezembro de 2023, sendo o corpo localizado no dia 03 de janeiro de 2024.

Na ocasião o corpo foi localizado enterrado numa área de mata, com diversas fraturas expostas e ferimentos causados por disparos de arma de fogo. As buscas foram concentradas nas proximidades do bairro Santa Terezinha, naquele município.

Foto: Polícia Civil/Divulgação

De acordo com o delegado Vagner Papini, responsável pelo caso, tratou-se de investigação extremamente complexa, envolvendo diversos indivíduos faccionados, aliado ao fato de o crime ter sido praticado e consumado durante a madrugada, em local ermo, com a ausência de testemunhas oculares e de quaisquer câmeras de vigilância que tivessem captado algum vestígio relacionado à ação delitiva.

Ainda assim, depois de todo o esforço despendido pelos policiais da comarca de Xaxim, descobriu-se que o crime foi praticado por sete suspeitos, em represália a uma dívida de drogas contraída pela vítima, no montante de R$ 1.900,00 reais.

Na data do crime, mediante planejamento prévio, os suspeitos aguardavam, clandestinamente, a vítima no local do crime, a qual não tinha conhecimento de que, ao lá se fazer presente a pedido de uma “amiga”, seria inicialmente torturado e por fim, sua vida ceifada.

No curso das investigações, mais precisamente nos dias 19 e 29 de janeiro deste ano, foram realizadas, respectivamente, a 1ª e a 2ª fase da “Operação Calífora”, no âmbito da qual foram cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão dos suspeitos, contando-se com apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE), do Serviço Aeropolicial de Fronteira (SAER), da Divisão de Investigação Criminal de Fronteira de Xanxerê (DIC) e de policiais civis das Comarcas de Abelardo Luz, Ponte Serrada e Xanxerê.

Ao final do Inquérito Policial, restaram indiciados seis envolvidos pelos crimes de homicídio consumado (qualificado pelo motivo torpe, pela emboscada e pelo recurso que certamente tornou impossível a defesa da vítima), ocultação de cadáver, corrupção de menor e porte ilegal de arma de fogo.

Dos indiciados, cinco deles foram devidamente capturados e presos ao longo dos últimos meses; o sexto indiciado continua foragido.

Em desfavor da “amiga” que teria induzido a vítima cair na tocaia, (clandestinamente levar a vítima ao local do crime), pelo fato da acusada ser adolescente, em seu desfavor foi instaurado auto de apuração de ato infracional, ela responde em liberdade.

Os procedimentos policiais, que documentam todas as diligências realizadas pela Polícia Civil, foram devidamente concluídos e encaminhados ao Poder Judiciário e ao Ministério Público, para demais providências no âmbito da persecução penal.

Mais notícias

Ele não possuía CHN, segundo a PM Xanxerê/SC – O acidente …

Foi durante ação da polícia militar Chapecó/SC – Em rondas pelo …

Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?