INTRODUÇÃO ALIMENTAR É TEMA DE ESTUDO NO GRUPO DE PUERICULTURA NO CENTRO DE SAÚDE DA FAMÍLIA EFAPI

Compartilhe!

A puericultura é definida como o acompanhamento do crescimento e do desenvolvimento neuropsicomotor da criança

Uma vez por mês (na segunda sexta-feira de cada mês), no Centro de Saúde da Família da Efapi, ocorrem os encontros de puericultura com a nutricionista Geile Fistarol. O público alvo são pais e responsáveis das crianças na faixa etária de três a seis meses que residem na área de abrangência do serviço de saúde. 

A puericultura é definida como o acompanhamento do crescimento e do desenvolvimento neuropsicomotor da criança. Traz influência direta na redução da morbimortalidade infantil e na garantia da qualidade de vida. Este acompanhamento deve ser realizado por equipe multiprofissional, com rastreamento de problemas de saúde que poderão ser atendidos de forma precoce, assim como orientações para que a criança cresça de forma saudável.

A introdução da alimentação complementar representa uma importante etapa da vida da criança. O aleitamento materno deve ser mantido de forma exclusiva até os 6 meses de idade e a partir desta idade é recomendado a oferta de alimentos, mantendo o leite materno até 2 anos ou mais. Muitas famílias têm dúvidas sobre como conduzir este momento e por isso se organizou os grupos de puericultura para orientação sobre a introdução alimentar saudável.

No grupo são abordados a organização das refeições ao longo do dia, da variedade de alimentos, consistência e quantidades a serem ofertadas, além do incentivo ao consumo dos alimentos in natura e minimamente processados. As famílias também são orientadas sobre a importância de evitar a oferta de alimentos processados e ultraprocessados para as crianças, visto que estes alimentos possuem quantidades elevadas de açúcar, sal, gorduras e conservantes em sua composição. É indicado evitar também café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outras guloseimas nos primeiros anos de vida.

A introdução alimentar é um momento fundamental para a formação de hábitos alimentares saudáveis que influenciarão o crescimento, desenvolvimento e a saúde geral da criança, inclusive na vida adulta. Sabe-se que muitas doenças têm relação direta com a alimentação e o estado nutricional, como obesidade, hipertensão arterial, diabetes, doenças cardiovasculares, entre outras.

Após o período de introdução alimentar, os hábitos saudáveis devem ser mantidos com a ingestão de grupos de alimentos diversificados todos os dias. Para isso, pais e responsáveis precisam continuar oferecendo opções ricas em nutrientes, como grãos, legumes, frutas e verduras.

Foto: PMC/Divulgação

Mais notícias

Verdão jogou com um a mais desde o início do …

A defesa alega inocência do prefeito e confiar na justiça   O …

Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?