GUAPURUVUS DA RUA GUAPORÉ SERÃO RETIRADOS OU PODADOS POR RISCO À SEGURANÇA

Compartilhe!

Para minimizar o impacto ambiental da supressão, será realizado o replantio de mudas de espécies arbóreas adequadas ao local, considerando o porte, copa e raízes

Três exemplares de Schizolobium parahyba (Guapuruvu) localizados na Rua Guaporé, entre as ruas Fernando Machado e Porto Alegre, que apresentam risco de queda e danos potenciais à segurança de pessoas e bens serão suprimidos (2) ou podados (1). A ação está prevista para sábado (22).

De acordo com o engenheiro agrônomo Fábio Pit, da Secretaria de Desenvolvimento Rural do município, em janeiro de 2024 foi realizada uma avaliação técnica,  constatando que as árvores apresentam:

    • Bifurcações tipo V com axilas profundas, acúmulo de água, apodrecimento da casca e risco de descolamento da estrutura de união dos galhos.

    • Perda significativa de resistência da madeira do tronco por possível descolamento entre as bifurcações.

    • Rachaduras estruturais em galhos.

Segundo o agrônomo, mesmo após poda realizada no dia 3 de fevereiro de 2024 com o objetivo de diminuir o peso dos galhos com maior risco de colapso, o risco de queda ainda é considerado moderado, especialmente em condições climáticas adversas.

A supressão das árvores será realizada por equipe especializada, com equipe qualificada e equipamentos adequados para garantir a segurança da operação.

Para minimizar o impacto ambiental da supressão, será realizado o replantio de mudas de espécies arbóreas adequadas ao local, considerando o porte, copa e raízes.

O monitoramento periódico das demais árvores no local também será realizado para identificar possíveis riscos e prevenir futuros incidentes.

A comunidade foi informada da situação dos três exemplares a serem extraídos em reunião com a associação de condomínios da rua no dia 15 de fevereiro.

“A segurança da comunidade é a principal prioridade. A supressão dos guapuruvus na Rua Guaporé é uma medida necessária para prevenir acidentes e garantir a segurança de todos”, disse Pit.

A Defesa Civil de Chapecó também recorda que na segunda-feira uma casa foi atingida pela queda de um galho de Guapuruvu, no Bairro Bela Vista. Não houve vítimas pois não havia ninguém no cômodo mais atingido pela queda.

Mais notícias

A defesa alega inocência do prefeito e confiar na justiça   O …

Somente no período de três anos e meio já foram …

Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?