ESTRADA BOA NO OESTE: PLATAFORMA DE PAVIMENTO RÍGIDO DO PRIMEIRO TRECHO DAS OBRAS NA SC-160 ESTÁ PRONTA

Compartilhe!

Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria da Infraestrutura, está investindo R$ 97 milhões nessa obra, que já está 40% concluída

Corredor logístico vital para o escoamento da produção agrícola do Oeste de Santa Catarina, a SC-160 foi uma das quatro obras contempladas, dentro do Programa Estrada Boa, com a restauração em pavimento rígido. Os trabalhos foram divididos em três lotes: Pinhalzinho-Modelo, Modelo-Serra Alta e Serra Alta-Bom Jesus, sendo que cada um deles é de oito quilômetros.

O secretário da Infraestrutura e Mobilidade (SIE), Jerry Comper, explica que a plataforma de concreto, nas duas pistas, está concluída no trecho entre Bom Jesus e Serra Alta.

E de Pinhalzinho a Modelo, se o tempo colaborar, em mais 30 dias também devemos ter a conclusão da plataforma. É uma obra esperada há décadas e que, por determinação do governador Jorginho Mello, é uma das prioridades do governo, ” acrescenta Comper, salientando que a etapa entre Serra Alta e Modelo está em fase de terraplanagem da base da pista de rolamento e também das terceiras pistas. Isso significa que cerca de 40% da obra está concluída.

A RODOVIA

A SC-160 é uma das 131 rodovias estaduais de Santa Catarina. Ela liga Pinhalzinho a Bom Jesus do Oeste numa extensão de 23,1 quilômetros. A restauração deste corredor logístico é fundamental para escoar a produção agroindustrial do Oeste, pois a rodovia liga a BR-282 ao Paraná, entrou no Programa Estrada Boa – o maior da história de Santa Catarina. Estão sendo investidos quase R$ 97 milhões em recursos estaduais nesta obra.

PAVIMENTO RÍGIDO – WHITETOPPING

Elaborado à época da Pandemia de Covid-19, o projeto de revitalização da SC-160 conviveu com uma realidade diferenciada. O asfalto “normal”, o pavimento flexível, viu seus preços irem para patamares inéditos, nunca antes vistos.

Diante dessas variações de preço e da análise técnica na elaboração do projeto, percebeu-se que seria mais viável fazer a obra em pavimento rígido, de concreto, também conhecido no meio da engenharia como Whitetopping.

DURABILIDADE

A equipe técnica da SIE explica uma das principais diferenças entre o asfalto comum, o pavimento flexível, e o pavimento rígido, de concreto.

Uma rodovia pavimentada com asfalto precisa de intervenções ao longo do trecho depois de três anos de uso. No piso de concreto, as primeiras correções no pavimento costumam ocorrer em média cinco depois da implantação. Mas a via de concreto permite uma longevidade média de 20 anos, que será o caso da SC-160, onde há tráfego pesado dia e noite. Só a partir de então costuma haver necessidade de revitalizações de maior vulto.

SERVIÇOS PREVISTOS:

  • Terraplenagem
  • Pavimentação
  • Execução de 6 interseções
  • 01 – Km 38+053 (acesso a Bom Jesus do Oeste)
  • 02 – Km 48+700 (acesso a Sul Brasil 01)
  • 03 – Km 52+700 (acesso a SC – 470, via para Sul Brasil)
  • 04 – Km 54+800 (acesso à rua Nereu Ramos)
  • 05 – Km 59+400 (Rótula Laticínio)
  • 06 – Km 61+800 (acesso ao Distrito de Machado)
  • Obras de Contenção

Mudanças nos trechos de Pinhalzinho:

  • Altera tipo de revestimento de pavimento rígido para flexível. Ainda, haverá o acréscimo de uma camada de base reciclada (não estava prevista no projeto inicial).
  • Reforço de base e sub-base de agregados graúdos (brita graduada e macadame).

Foto: Divulgação SIE

Mais notícias

O governador em exercício destacou a união de esforços para …

Já em Chapecó e integrado ao elenco alviverde, Felipe Vieira …

Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?